voltar ao início
Conselhos para uma utilização Ecosave

Equipamentos de frio (Frigoríficos e Arcas)

Instalação

O equipamento deve estar afastado de fontes de calor (fogão, janelas, máquinas de lavar) de forma a manter a sua eficiência energética, pois quanto mais este aquecer mais vai ter que trabalhar para arrefecer e, consequentemente, consumir mais energia.
Caso só haja espaço junto a uma fonte de calor, deve-se procurar "isolar" o frigorífico da mesma. Se estiver perto de uma janela, nas horas de maior incidência solar deve-se proteger o equipamento, tirando partido do sombreamento exterior, principalmente na primavera/verão.
Deve-se também assegurar a circulação de ar à sua volta.
Ao baixar a temperatura da envolvente do equipamento em 5ºC, consegue-se uma economia de energia até 30%.

Deve-se assegurar a existência de espaço entre a parte de trás do equipamento e a parede, entre 10 a 15 cm, para que este faça a refrigeração necessária. Esta medida permite uma poupança entre 1 a 3% do consumo energético diário do equipamento.

As temperaturas do termóstato do frigorífico devem estar reguladas para + 5ºC e a temperatura do congelador para entre -15ºC e -18ºC. Estas temperaturas são suficientes para a conservação dos alimentos e quanto maior a diferença entre a temperatura ambiente e a temperatura do equipamento, maior o consumo energético. No caso da arca ou congelador, cada grau a menos representa um aumento do consumo energético de 1 a 2% por dia!

 

Utilização

Deve-se evitar ao máximo aberturas desnecessárias e muito demoradas das portas destes equipamentos, pois causam o aumento da sua temperatura, implicando consequentemente um maior consumo de electricidade.
Antes de abrir as portas deve-se pensar previamente no que vai retirar ou colocar, de maneira a minimizar o tempo que a porta fica aberta:

  • Por cada vez que abrir a porta do frigorífico durante 10 segundos, está a aumentar o consumo energético diário entre 0,2 a 0,8%.
  • Abrir o congelador de um combinado, por cada 10 segundos de abertura provocará um aumento do consumo de energia diário de 2%.
  • No caso de se tratar de uma arca congeladora, por cada vez que abrir a porta durante 10 segundos aumenta o consumo energético diário em cerca de 1%.

Por exemplo, evitar abrir a porta do frigorífico 6 vezes e a porta do congelador 2 vezes, irá reduzir em 7% o consumo diário do combinado. Alguns equipamentos já têm mecanismos de aviso se a porta estiver aberta há um determinado tempo (1 minuto, por exemplo).

Deve-se também evitar abrir ou fechar a porta da arca congeladora de forma brusca, pois desta forma a temperatura aumenta muito rapidamente no interior do equipamento, obrigando a um maior consumo de energia para retomar a temperatura interior pretendida. Abrir a porta da arca congeladora de forma brusca e mantê-la aberta 10 segundos significa um aumento de 2 a 4% no consumo energético diário deste equipamento.

As refeições devem ser planeadas com antecedência, transferindo os alimentos necessários o mais cedo possível do congelador para o frigorífico. Ao descongelar os alimentos no frigorífico, estes estarão a contribuir para manter a sua temperatura interior, reduzindo o trabalho do mesmo, e poupando cerca de 2% do consumo energético diário do frigorífico.

Quanto mais cheio estiver o frigorífico melhor é o seu funcionamento, uma vez que os alimentos retêm melhor o frio do que o ar. Assim, caso não estejam alimentos suficientes no compartimento, deve-se colocar recipientes fechados, como garrafas, não totalmente cheios, com líquido no interior. Isto vai reduzir as oscilações de temperatura no interior do aparelho, minimizando o consumo energético enquanto não se colocar mais alimentos a refrigerar.
No entanto, é importante assegurar a circulação do ar, evitando comprimir demasiado os alimentos ou colocá-los em contacto directo com as paredes. Também se o frigorífico estiver demasiado cheio vai fazer com que a porta tenha que estar mais tempo aberta de cada vez que quer retirar algo, causando um maior consumo energético.


Há que respeitar algumas regras ao colocar alimentos no frigorífico ou congelador:

  • Deixá-los arrefecer primeiro, pois se estiverem ainda quentes o frigorífico terá de compensar o calor introduzido, o que pode causar um aumento de 10 a 15% do consumo diário de energia.
  • Acondicioná-los devidamente em recipientes, para evitar a alteração de sabor e a criação de maus cheiros dentro do equipamento. No caso dos líquidos, se estes não estiverem tapados, os vapores libertados podem provocar a formação de gelo no aparelho, levando a um maior consumo de energia.
  • Os alimentos devem ser colocados nos compartimentos e prateleiras adequados de forma a garantir a temperatura correcta para a sua conservação.
  • As bebidas gaseificadas ou com ácido carbónico não devem ser guardadas na arca congeladora, pois há o risco de rebentamento.

Há que ter em consideração os normais tempos de congelação recomendados para os diversos tipos de alimentos:
 

Tipo de alimento Tempo máximo de congelação recomendado
Produtos de confeitaria 1 a 3 meses
Peixe 3 a 6 meses
Alimentos cozinhados 3 a 6 meses
Carne de ave ou porco 6 meses
Frutas e verduras 6 a 12 meses
Carne de vaca ou borrego 12 meses
Produtos congelados até ao fim do seu prazo de validade


Nos casos em que o equipamento tem a função de “congelamento rápido”, esta só deve ser utilizada quando necessário, período após o qual o equipamento deverá ser regulado para a temperatura normal de congelação.

Os frigoríficos ou arcas utilizados apenas em determinadas alturas do ano podem ser desligados fora desses períodos.
 


Limpeza e Manutenção

As borrachas dos equipamentos de frio são um elemento essencial na vedação do mesmo e, consequentemente, na sua eficiência energética. Por isso, deverão existir alguns cuidados de manutenção:

  • A limpeza deve ser feita com um pano húmido, após a qual as borrachas devem ser secas e passadas por um pouco de pó de talco para se manterem elásticas e eficientes.
  • Caso estejam secas e gretadas, convém trocá-las para evitar trocas de calor entre o exterior e o interior.
  • De tempos em tempos, é importante verificar se as borrachas estão a vedar bem, entalando uma folha de papel na porta. Se não houver resistência ao puxar a folha, as borrachas não estão a isolar correctamente, deixando escapar frio e obrigando o frigorífico a trabalhar e consumir mais.


Estas componentes podem ser encontradas em lojas on-line de peças de equipamentos.

A grelha exterior do frigorífico (serpentinas) deve ser limpa pelo menos uma vez por ano, para evitar grandes acumulações de poeiras e consequente redução na eficiência de arrefecimento do frigorífico, causando um maior consumo de energia. A sujidade dificulta as trocas térmicas, aumentando o consumo de energia do equipamento entre 8 a 15%.
Se o frigorífico ou combinado for encastrado, deve-se limpar regularmente a sujidade do compartimento externo. A grande maioria dos frigoríficos ou combinados encastrados possuem uma entrada de ar junto ao solo, que deve ser mantida limpa, evitando deste modo a transferência de pó e sujidade para a grelha.

O congelador deve ser descongelado quando a camada de gelo for de pelo menos 3 mm. A presença desta camada funciona como isolante, fazendo com que o termóstato não consiga perceber que temperatura está no interior do congelador, e continuará a produzir frio e consequentemente mais gelo, aumentando o consumo de energia. Há equipamentos que têm a função “No Frost” que evita a formação de gelo através do controlo da humidade no seu interior.

Sempre que ocorram ausências prolongadas, é aconselhável:
- Esvaziar e desligar o frigorífico, deixando depois as portas abertas para evitar a formação de odores desagradáveis.
- No caso de se querer manter alguns alimentos, pode-se baixar ligeiramente a temperatura do frigorífico, pois como o equipamento não vai ser utilizado não existirão tantas perdas de energia. Alguns equipamentos no mercado já apresentam a função “Férias” para ser utilizada esta situação.

No caso do compartimento de frio compensa desliga-lo em ausências superiores a 5 dias. No caso do compartimento de congelação compensa desliga-lo em ausências superiores a 10 dias.



A implementação das medidas propostas permite reduzir em mais de 4O% o consumo de energia do seu frigorífico ou combinado.

 

O projecto Simulador Como comprar e utilizar os electrodomésticos Publicações Rede de Lojas Aderentes Links Contactos
© 2011 Ecosave , todos os direitos reservados | desenvolvimento e design